sexta-feira, março 02, 2007

Diálogo

__ O que você acha sobre "amigos"? Melhor seria perguntar O que você pensa sobre "amizade"? mas essa pergunta suscita falar aquelas coisas lindas, quando dizemos. Manchei as paredes do meu cérebro. Você acha que eu faço o arquétipo de poeta sozinho e sofredor? O que você acha de "amigos"? Uma vez manchei a parede com tinta preta espirrada de uma caneta cujo bico estava arranhado. Eu sabia que havia tinta na caneta, mas aquela ponta arranhada não queria deixar sair "aquelas coisas lindas" que eu tinha pra dizer. Também quebrei o telefone em mil pedaços. Fácil interpretar que eu queria falar; e deduzir que o chôro explodiu logo depois.
__ Todo homem passa por isso, às vezes, você não é uma exceção. Choram sozinho no banheiro de algum lugar distante.
__ O quê todo ser humano deve estar pensando sobre o "fim do túnel"? o "ponto de chegada"? A morte, a simples e racional morte não faria os filósofos filosofarem, nem chorarem. Não quero mais comer, apesar de sentir fome. Eros e Thanatos. Mais uma vez sinto-me compelido a escrever nesse papel borrado que sou suspeito de cometer um crime contra mim mesmo que ainda não aconteceu. Fico cataléptico e esse estado de retidão leva a um acompanhamento não linear.
__ Isso tornaria as coisas "mais fáceis", não?
__ Em seu livro "A Ética demonstrada segundo a geometria" ou, abreviadamente, "A Ética", Spinoza dedica o último capítulo à servidão humana. Porque será?

2 comentários:

caiocito disse...

Eu tenho um comentário sobre ética que serve também para amizades (e serve pra tudo na vida) é mais ou menos assim: A ética é virtude dos idiotas. O que na amizade poderia ser entendido que a amizade é a virtude dos incapazes.

liberté disse...

gracias, clown! O bom de Spinoza era que gostava da naturalidade e da natureza...Dentre outros se encontra bem atual nos dias de hoje.