quarta-feira, abril 16, 2008

Dentro de mim


Retrato de um dia turvo e sombrio, como se o vento fosse prenúncio de uma onda de frio. Não fosse a chuva que vai e vem, todos os dias seriam iguais, posto que eu mesmo sou ninguém. São apenas palavras e sobrevivo da lentidão dos dias, quando me falta poesia. Livros são enfadonhos, tendo em vista a ligeireza de minha paciência. Lembro-me daquele casal de não me toques, como se em minha desolação pudesse pensar na mulher do companheiro. A imbecilização como efeito dominó, melhor ou pior como se comporta a massa. Fosse o mundo a esquina de casa, fosse um tédio poético que mata e as relações recíprocas desvanecem. Se pago minhas promessas corro o risco de me tornar um pagão e professar um mal inumano. Ouçam Hiromi Uehara ao piano.


>¨<

15 comentários:

Papagaio Mudo disse...

Cris Moreno,

Escrevo sua carta na lentidão dos dias, palavra a palavra.
Por favor, desculpe-me a demora.

beijos,

>¨<

Menina do mar disse...

«Não fosse a chuva que vai e vem, todos os dias seriam iguais, posto que eu mesmo sou ninguém»... Pura poesia... Amei!
beijos

Papagaio Mudo disse...

Menina do mar,

Eu tenho uma dica para você: visite o site da revista Colors e dê uma passeada por lá (está nos meus Links).
Ah, fim desse ano estarei em Madrid e, quem sabe?, vou a Peniche para tomarmos um gelado de palito?
Agradeço muito o elogio!

Beijos,

Gustavo

Ps.: vira e volta vou à Volta de Maré... ;)

liberté disse...

adorei o penteado da pianista. parece uma flor e ela dança enquanto toca, sem contar.
quanto a lentidão dos dias é a arte do viver. as vezes um pergunta o que há de novo? outra vez pergunta e a rotina, e o cotidiano? Há sempre o que contar. Há tem também "a vaca segue seu rumo lenta, como quem não quer mais voltar... - maria rita"

ela curte tb enquanto toca, um barato!.
só que escutar essa coisas no you tube é um saco! para toda hora!!!

bom que voltou!!
viva nietzche! o rizoma! e todas as outras linguiças!

Cris Moreno disse...

Oi Gustavo, estou mexendo no blog. Nas cores. Você dá uma olhada? E fala com sinceridade o que achou? Se não ficou legal ele volta como estava. Estou te esperando.

Beijinhos.

Ah, liga não para o efeito dominó. Derruba logo todas essas peças, ora pois!

:)

Dá um sorriso "pa eu"? rsrs

Assim está melhor!

Menina do mar disse...

Agradeço o link Gustavo, passei lá rapidinho, voltarei com mais tempo, gostei muito das fotos que lá vi, Obrigada.
Quaanto à visita a Peniche, será sempre bem vindo, o gelado de palito é que não sei o que é....
Pode ser um café?
rsrsr
beijos

Papagaio Mudo disse...

Picolé, menina do mar, segundo me consta, mas provavelmente devo estar defazado em meu português lusitano...
beijos

>¨<

e sim, claro, obrigado pelo café

Papagaio Mudo disse...

Liberté,

Talvez a Vaca soubesse quanto ao rumo que se deve ruminar, mas ficou louca e foi sacrificada antes que pudesse mugir a resposta.
beijos,

>¨<

Cris Moreno disse...

Caramba, nem falou comigo!

Beijos.

Menina do mar disse...

hum... segundo me consta... picolé...é mesmo um gelado! rsrs beijos

Papagaio Mudo disse...

sobre os domínios e os dominós da semiótica

Querida Cris Moreno,

Perdoe minha insuficiência, pois não guardo grandes dotes de esteta ou literato, não conheço o idioma o bastante para evitar grandes erros e muito menos trago cabedal de intelectualismo satisfatório para escrever-lhe a carta que gostaria.
Não veja isso como indiferença, pelo contrário. Se até então não "falei" com você é porque me faltam palavras.
À quem admiro pela inteligência e
perspicácia,

um beijo e um sorriso,

Gustavo

Ps.: continuarei tentando saber dizer o que dizer.

Cris Moreno disse...

rsrs

vc é o máximo dos máximos...

Não se preocupe, Gustavo.

Beijinhos.

Anônimo disse...

kkkk,
mu!=0)

Anônimo disse...

pode ficar esse tempo todo sem escrever, não...
bjok
Gradiva

Papagaio Mudo disse...

pode deixar, vou escrever o mais que puder.

>¨<

Ps: você agora deve estar em Londres...