sexta-feira, maio 06, 2011

um conto para Kate Middleton

Sabe uma compulsão resoluta? Aquela de vida e de morte. Especialmente em pontes ou perto de abismos. Pela internet ela confirmou que nosso amor está morto, que o silêncio atravessa outras mídias, que o telefone nunca mais tocou. Foi um trabalho bem feito, o melhor entre as mulheres. Cada agulhada não deixou marcas. O vilipendio foi pretérito imperfeito. Quisera saber-te minha. Pudera fazer diferente? Nada. Os laços de afeto que nos uniam estão em crescente deterioração. Na noite silente e clara. Princesa, suas palavras logo mais.

Nenhum comentário: