quinta-feira, dezembro 08, 2011

Um tiro no pé ou La puta madre!

Então começo minha lamúria. Talvez minha última lamúria, esse mundo me irrita profundamente mas eu suporto. Acham que eu tenho tudo que quero mas não é verdade. Tenho me matado e matado o amor e a amizade. Mas hoje quero paradoxalmente qualquer coisa, porque não quero mais viver. A vida pode ser boa, mas não está me fazendo "bem" sofrer. As coisas que fiz em beneficio de todos que me cercam não foram suficientes. Então foda-se o mundo. Paradoxalmente quero viver. Pessoas lindas foram levadas à morte pela dor da existência. Amy Winehouse. Creio que ninguém leu “Van Gogh – o suicidado pela sociedade” do Antonin Artaud e o próprio Artaud vinte anos preso em um hospício. Ninguém leu as Cartas do Asilo de Camille Claudel, que são uma ode à alma feminina. Ninguém sabe que Torquato Neto se matou por essa mesma dor, e também Ana Cristina César e também a poeta americana Sylvia Plath. Ninguém sabe que essa dor mata, parece. Quem mais? Ah, sim o próprio Hemingway se matou e uma centena de outros que nem sequer sabemos. Como? Não sei. Quero dormir em berço eterno, assim como Florbela Spanca.


Carta de Torquato para Hélio Oiticica.



"O chato, Hélio, aqui, é que ninguém mais tem opinião sobre coisa alguma. Todo mundo virou uma espécie de Capinam (esse é o único de quem eu não gosto mesmo: é muito burro e mesquinho), e o que eu chamo de conformismo geral é isso mesmo, a burrice, a queimação de fumo o dia inteiro, como se isso fosse curtição, aqui é escapismo, vanguardismo de Capinam que é o geral, enfim, poesia sem poesia, papo furado, ninguém está em jogo, uma droga. Tudo parado, odeio."






Torquato se matou um dia depois de seu 28º aniversário, em 1972.

7 comentários:

Papagaio Mudo disse...

Aos suicidados pela sociedade mesquinha e burra.

Srtª Elis° disse...

Menino... se n imagina que eu leio seu blog..rsrsr sempre e numca comento tb sei o que vc senti...pq tb sinto.... vamos viver.... vamos ser menos criticos para n perder a oportunidade da vida....
Sempre tem um caminho... busque-o..olhe para os seus ou seja sua mae e seu pai...e diga-lhes eu te amo... que isso e ombustivél de vida....... um xerooo!

Dandara disse...

eu sei. eu sabia. eu sentia muito.

Papagaio Mudo disse...

Oi Dandara,

Eu também sinto muito. Sinto muito por esses artistas que eu citei. Estou de luto.
Abraço,

Gustavo

Papagaio Mudo disse...

Srtª Elis,


Toda dor que se aprofunda leva à uma mudança qualquer, não importa. Um suicídio, ainda que filosófico, de ideais, de costumes, de modos, leva ao desespero.
Outro xero,

G.

Papagaio Mudo disse...

acabando a novela eu vou dormir

Papagaio Mudo disse...

talvez eu morra virtualmente