terça-feira, novembro 06, 2007

Panteon

>
>
<

Manual do Usuário Casa Cor
User’s manual


Por
Gustavo Perez

Aconteceu em Belo Horizonte, na avenida raja Gabaglia, nº. 319, dos dias 24 de setembro ao dia 28 de outubro a CasaCor®, evento que ocorre anualmente, trazendo tendências da arquitetura contemporânea com referenciais do mundo inteiro.

No ano de 2007 os organizadores do evento, em conjunto com o grupo Coletivo Contorno, conceberam um novo espaço na mostra que ganhou nome de Salão de Festas. O Salão abrigou vários ambientes, desde a fachada, o jardim de entrada, a garagem e o loft, chill-in chill-out com bar, o lounge da bilheteria, a sala de jantar e a cozinha gourmet, o salão de festas e o banho do salão. O mais interessante: a entrada é FREE!

Destacam-se a sala de jantar em tons de negro. Bastante intimista e sofisticada, com isolamento acústico no teto e que pende verticalmente dando espaço ao nicho que abriga um ... do artista ... Um arranjo de copos-de-leite ameniza o ambiente, iluminado por persiana branca que deixa transpassar a luz do dia. O lustre marca uma presença gótica sobre a mesa, por sua imponência de cordões negros e o brilho dourado de seus detalhes.

Creio que mademoiselle Coco Chanel aprovaria essa sala, assim como aprovaria o salão de mademoseille Grabrielle Chanel, na Place Vendôme, 18, em Paris. Com mise-em-escéne assinada por Karl Lagerfeld, também conta com lustres de Ingo Maurer que dão brilho especial ao ambiente. Embora, penso que, ela trocaria os copos-de-leite por rosas colombianas.

A cozinha da mostra é ampla e funcional: praticidade na forma e modernidade no look. Racionalidade no uso é o tempero perfeito para moderna cozinha fusion de grandes e pequenos chefs. O ladrilho hidráulico (que sozinho ocupa uma parede inteira) remonta às cozinhas das antigas fazendas mineiras. Destaca-se o herbário, onde havia uma pia na saída da cozinha e uma cadeira de balanço do outro lado de um pequeno corredor. O herbário, que separa o ambiente da área externa, possibilita “colher com a mão a pimenta o sal” assim como cantava Elis, just in time com a refeição a ser preparada.
Baco Fest

Finalmente o Salão de Festas, que abrigou Exposição de Tapetes do Projeto Fred (tapeçaria manufaturada pelos detentos que cumprem pena na Penitenciaria >>>), dos dias 03 a 14 de outubro. Os coquetéis, alguns fechados outros abertos, promovidos pelos patrocinadores do evento aconteceram nesse ambiente, causando interatividade contínua com o público. Destacou-se o desfile de noivas do estilista Zuza Nacif, que, em seguida, proporcionou uma exposição de fotografias, nos dias 20 e 21 do mesmo mês.

“O telhado duas águas dá aparência de casinha ao espaço.” segundo nos conta a designer Marja Marques, membro do núcleo de criação do Coletivo Contorno. No salão tubos de metálicos brutos e a telha de fibra cimento contrastam com materiais sofisticados, bem no estilo Hi&lo, “... o que possibilita de um barmitzva a uma recepção de casamento a uma festa neogótica.” afirma.

A utilização do branco, pálido branco barbante, puro, glacial, off white, assim como os esquimós são capazes de enxergar e nomear mais de duzentos tons de branco, são esses tons que transmitem aos olhos de quem vê, a leveza e a suavidade do infinito.

Espelho de Afrodite

Em um dos fechamentos laterais do ambiente, um painel de espelho trazia sobre si, em uma longa faixa de plotter recortado, nus neoclássicos de William-Adolphe Bouguereau (1825-1905) que retratam, ou melhor, “recitam”, através dos desenhos, uma verdadeira Ode a liberdade. Poetizando uvas, ursos e folhas de parreira, ninfas e deuses Pan e também o próprio Baco, onde “bêbadas bacantes brancas o beijam”. Tudo se tateia, todos se tocam.

No outra lateral, os vidros também receberam interferências gráficas de grandes arabescos e imagens inspiradas em desenhos clássicos.
As persianas ficaram ainda mais criativas recebendo inéditas impressões digitais com desenhos de Bouguereau, que permitem a limpeza sem danificar.

O chão suspenso e iluminado por baixo “solta” a estrutura conferindo leveza ao espaço. O piso, em ladrilho hidráulico cinza metal e branco sujo paginado em xadrez, tem desenho clássico e elegante.

Destacou-se a luminária Blushing Zettel’s do mago da iluminação Ingo Mauer, que possibilita a multiplicidade de interação com quem utiliza a peça.
No dia 12 de outubro, os fios que pendem aleatoriamente da luminária tinham em suas presilhas, cada uma, uma folha de papel de cor diferente, em homenagem as crianças. A Zettel’s, de maneira quase lúdica, pode ser utilizada para desenhar, escrever, customizar, enfim, esse é o grande convite, que possibilita criar novos efeitos de luz.
(Ver mais em
www.ingo-maurer.com/splash.html,"Hanging Lamps "Blushing Zettel’s).

Culturale Mix
Und ein Groβ Stadt

De um Brasil tupiniquim com seus falares e dizeres próprios, folclóricos, fala peculiar em cada frase, a face mais e menos sofisticada da capital mineira, em bares e cantinas que, acolhedoras se espalham por toda parte.
Cantoria caipira em serenata, Ave Maria em orquestra de congado, as mais redundantes retóricas acústicas, um cavaquinho chorando na noite estrelada.
Oscar Niemeyer Soares Filho assevera que a construção da capital é apenas parte de seu trabalho, cujo projeto mais importante foi o Conjunto da Pampulha, em Belo Horizonte, feito por ele em 1943.
“Isso não quer dizer que Brasília não seja importante, mas, para mim, Pampulha é mais.”

O barroco que salta aos olhos, entretanto neobarroco, clássico e atualizado, urbano, prima por sua excelência na contemporaneidade.
O numero de artistas cresce em proporção cabalística 1<3<7<10<13...

Decoupáge dos valores dos materiais

[ IN BOX ]

Coletivo emotion__________ Emoçãocoletiva


jkilil...

Um comentário:

thais disse...

sob aspecto narrativo e bem caracterizado, um espaço urbe ganha um movimento, cor e significado, trazendo ao público um conceito de estar.