sexta-feira, julho 04, 2008

Tina Anriot

sem vírgulas nem gárgolas
eu ficava encantado com as suas coisas velhas
entre elas
uma fita cassete do Astor Piazzola
e um concerto de Villa Lobos em Portugal
onde as Arias eram cantadas em português
lembro que um dia pus a ponta dos pés no bico dos seus peitos
na ponta do bico dos peitos"
ela me falava do França Junior
pai d Jorge
um caminhoneiro
me disse que havia sido sua amante
eu acreditava em tudo
um dia dormimos juntos na mesma cama
eu com 14
ela com 41
eu me via com quinze
e ela com dezessete
ela me disse uma vez
que sonhava em ter novamente
17 anos para namorar comigo
Beatles Londres Paris
ela era escultora
judia
e violinista
certa vez jantamos juntos no ano novo hebreu
oramos na sinagoga
e fomos a casa de uma amiga comemorar
com vinho caxeta
e os sete pratos q
são servidos durante a refeição
o maestro
Sérgio Maniani
estava lah
já com seus setenta e poucos anos
sabiam q ele havia sido contador de soldados
(não sei se é esse o nome)
por possuir
excelente memória
memória musical
10421318
próximo
10421402
e discutíamos
Dante
La Comedia
e como Alligiere pusera
personagens gregos
nos círculos do Inferno
nostalgia em lembrar essa noite
o maestro
não está entre nós

>¨<

3 comentários:

Papagaio Mudo disse...

ivas de dúvidas
uvas de dívidas
vulvas, dádivas

>¨<

Papagaio Mudo disse...

Sempre fui maravilhada como as certas pessoas conseguem guardar nomes autores e historias. è tão lindo que me emociona. Como diz a moda entre as amigas inveja branca!

Até

taty

Papagaio Mudo disse...

taty comentou por aqui, meu PC.
um gato tem cheiro de gato, mas um soldado nunca solta seu fuzil, indefeso.

>¨<