sexta-feira, agosto 26, 2016

a serra...


Desde que nos mudamos já é o segundo inverno que eu passo. É um sentimento de superação agora que o tempo passa e o clima vai mudando. É como esperar um terceiro inverno. Espere a primavera, Bandini... E o tempo é de esperar. Espero, de qualquer maneira, espero. Às vezes me desespero, odeio me desorioento, me culpo, não me aguento. Outros dias passam de outras formas mais brandas. Todos os dias acordo sonhando que estou num lugar diferente. Todos os dias acordo sonhado que sou outra pessoa em outro lugar. Talvez um lugar que ainda não vivi simplesmente. Mas um lugar que não faz a mesma reta dessa rodovia. Um lugar de xamã, como eu vou saber? No alto, entre? Por aí... Na ponta dos pés. Pulo no rio. Não sei esperar.

Nenhum comentário: