quarta-feira, agosto 12, 2009

make this bliss never end

Instante em que o melhor silêncio prefere calar. Sente uma vitória perdida no exato momento em que prefere calar. Sente uma vitória que nem chega ser derrota. Embota-se de jasafá, sai no momento das últimas tarefas e fala quando aos fundos pássaros piam cães ladram. Dá-se o momento último em que se ouve o último arrepio, e o barulho surdo dos náufragos escuta a tarde entardecer. E eu adormeci. Enquanto minha princesa sai sem que eu sinta, sonho com seus momentos mais belos em que o próprio sonho faz da realidade novelesca um relativo Rintonelo - alma imerecida, inesperado solo, acumulação de cavilações, sandices, o último cacho planejar enganos, proposta traiçoeira, ironia maliciosa. Consciência adulterada, misturada de tecidos, fração de segundo, emancipação, cor de sussurros humanos incompreendidos. Córnea, bílis, tratores. Cinderelas da rua, um cabelo de gato na parte de trás de uma centopéia, atraso, odores de flores, fuligem, miscelânea. Cantando celeste péssimo no inverno, mutilação inadequada, contratação apaixonado, sonhos molhados de um pentelho, o cancro. Darius Golazo, Moneti, Quiros, prata da manhã, tristeza, dor e acúmulo. Eu te amo.

9 comentários:

Karla Oliveira disse...

talvez a princesa tenha se levantado
devagar para não atrapalhar seus sonhos.

a

Papagaio Mudo disse...

lov u

b

Gicelle Archanjo disse...

Que lindo!!!

Papagaio Mudo disse...

oi Gi,

obrigado!

bjos,

Gus

Nanes! disse...

retribuindo a visita ^^

Enquanto minha princesa sai sem que eu sinta, sonho com seus momentos mais belos em que o próprio sonho faz da realidade novelesca um relativo Rintonelo
mto bom...

bjinhoos

Inês Durão disse...

Obrigada :)
Gosto dos textos

Sus-pensa disse...

Oi Gustavo.

Nossa, fiquei sem saber o que sentir... de todos os sentimentos que me alcançaram, a dor, talvez, tenha sido o mais forte.

Digo, portanto, que me doeu. Mas digo sem certeza...

Por certo, tenho que o texto está ótimo.

Beijo,
Sus-pensa.

Bruna Mitrano disse...

eu tava com saudade/vontade de te ler...é bom.

Gisele Freire disse...

Maravilha Gus!
O amor é mesmo bonito.
Bjs
Gi