terça-feira, março 30, 2010

leite negro


Quanta coisa me desanima... O ritmo caiu. Agora devagar. Faço uso das minhas horas vagas. Durmo cedo e acordo cedo. O ritmo já foi mais lento e mais lírico. O dia pontuado por notas prolongadas. Várias horas de trabalho. Agora está com um aspecto de renascimento que jamais beberá seu leite negro. E jamais dormirá no meu leito, onde jaz um feiticeiro loquaz. Eloqüente, verboso, tagarela e redundante. Giro em torno do mesmo tema. Sento diante dessa tela para me ver livre de algumas palavras que não consigo “falar”, vocalizar as palavras em voz alta seria como falar sozinho. Seja talvez um tanto supérfluo, inútil e desnecessário. Seja eu essa pessoa. Andando de um platô a outro. Descendo, subindo... Moonlight sky tonight... Durante o dia, minha cabeça parece vazia. E realmente está realmente fica. Meu signo é ar, projeto meu presente no futuro. Faço, sou ansioso. Isso faz minha mente agir mecanicamente para executar uma tarefa, para dar um passo além do instante. Não consigo me concentrar nem pensar mais adiante. A dinamite, a pausa, o segundo da explosão. Depois de algumas horas, dias, meses, tudo se acalma. Ficam as marcas do desastre. Fica a cicatriz. Ficam falsas memórias, lembranças bobas, lembranças boas. Coisas sacanas, sexo, cama. Fica o gosto.



Shame... It’s a shame...


I think I've kind of lost myself again...

9 comentários:

Humildevaidade disse...

fala sozinho... canta, q'isso q escreveste é música!...

Papagaio Mudo disse...

Black Milk

Papagaio Mudo disse...

Eu meio que perdi a mim mesmo denovo...

Alessandra Almeida disse...

"Durante o dia minha cabeça parece vazia. E realmente está realmente fica."
É mais que um simples texto, é a sensação de estar, de conhecer e saber.

Gabs disse...

há aqui muita verdade.. todos nós nos perdemos várias vezes. Prefiro acreditar que acabamos sempre por nos encontrar :)
Eu mesma escrevi um pouco sobre isto no meu blog.
Beijo

Teodoro disse...

A vida é assim, não caminhamos em linha reta...

Maria Eliza Marques disse...

Conselhos, até pode ser. Mas você tem uma descrição tão prcisa do que sente, que imagino que no preto e no branco se encontre, desencontre, encontre de novo.

Très, très bien! J´adore!

Gisele Freire disse...

...continuas no teu mergulho..., lindo!
Gi

Papagaio Mudo disse...

Teo,

Prazer vê-lo por aqui. É verdade: a vida é uma onda, um ascenóide.
Abraço Forte,

Gustavo