quarta-feira, agosto 07, 2013

3:57


Übermensche
quem não consegue se igualar despreza e destrói. Mais uma noite vou dormir sozinho. Não porque me tornei a merda que estou. Cabisbaixo, de tanto olhar pra dentro, vencido de um duelo comigo mesmo, abatido por ter tido o que nunca foi meu, um bárbaro, um ser irracional.
Culpado por ter cometido o maior dos vandalismos
quebrei a imagem dos meus próprios sonhos. Perdido por achar que eles nunca existiram. A solidão mais sólida a qual já conhecia. de si consigo, até de madrugadinha.
o comedor de pedra

Nenhum comentário: