terça-feira, agosto 13, 2013

dez que top

Um comentário:

Letícia Valle disse...

até então o mutismo era minha eloqüente linguagem. A verborragia , mera capa,caixa-de-Pandora:disfarce.
E olhem que tenho Xangô, verdadeiro nome do papagaio que acorda berrando 'luz!Luz!Luz!'...
vem um menino não sei de onde.
será real ou ideal? que o responda o Tempo,Senhor!
E vem o menino correndo de entre as montanhas de Minas e me impele, e me rebela a alma, e me ordena: Fala.
Menino mais atrevido que manda. E desmanda, que eu aceito, sim.
O menino sabe que pra falar comigo, que sou mulher-bicho, é desse jeito: ou mata ou morre, aqui e agora, que sou enguia.
Nas líteras eu vou me escorregando e serpenteio uma resposta.
Papagaio!
Mudo...jamais.