segunda-feira, julho 01, 2013

Soneto das sete

que deus cega esse menino?
efusão de brilho vespertino
e ofuscam sua pele rosa
e versos repousam sobre ele

que deuses o cegaram?
inverso invertido vertem
vazam avessos reversos
pupilam pipilam pelam

alastram luzes e cores
e aclaram vozes transparentes
semiose de símios sentidos

que deuses cegos ou surdos
não veem, não sentem
seu afônico murmúrio?

Nenhum comentário: