sexta-feira, junho 13, 2014

da letra


carta escrita à mão
mas não estou triste nem ansioso,
não queres mais do que ser apenas

porém os versos me perguntam "posso-te"
páginas nem estreitas nem simples
uma confissão de amor

palavras nem belas nem secas,
pinceladas rápidas com lágrimas

Elas não dizem adeus

Nenhum comentário: