segunda-feira, maio 03, 2010

Freud


Zig, vê se entende. Nada a ver com papai-mamãe-e-a-Lei-e-blá blá blá. Trata-se apenas do lírico, romântico, inclusive brega, "retrato de um Tango" de pouco a pouco, fora toda a eternidade. Apenas de um peitinho sexy. O ranger dos dentes sem tabaco, ranger de saudade, de falta de amor, solidão, de dor física, as dores na alma eu garanto que pagaram alguns pecados pagos. Sim, tenho descoberto mil e duzentas coisas-da-vida num ranger de dentes, mastigando um cigarro. Às vezes sem café, às vezes sem remédio, às vezes sem esperança, sem um trago. Um corpo. Sempre manter a altivez. Ilusões fantasiosas de um amor ludibriado, infausto. Lubrificado apenas pela falsa fluidez do tempo. Enfim lambendo a ferida já cicatrizada que lembrança a dor causou. Tenho sido ácido com as pessoas. Austero e carrasco. Vil, sim, em toda minha singeleza vil. Leve, que nada. “Resistir” é a palavra. Umbigo também é palavra. Até onde sei, é através do umbigo que surgem todas as energias que chegam a ser seres humanos. Dada a substância que a mulher trás consigo, como um dínamo da noite estrelada. Você estava certo em muitas coisas, mas não viu o surgimento da física quântica, da energia intra-atômica liberta sob a luz dos quânticos. Ou da Teoria do Caos. No seu "tempo" as mulheres eram vacas parideiras. Abraçosincero do além-mundo,


Eu, Gustavo.

4 comentários:

nina rizzi disse...

gustavo,

"apenas um peitinho"?
ora, física quântica, moderna e tudo o mais e mais o freu e o pink floyd às favas, olha pr'essa imagem de novo, meu caro... rsrsrs...

ô, tu escreve ótimos textos, mas que dedos pra escolher as imagens, aiai... esse tive até que comentar...

a propósito, hoje também dei uma de kerouac. tristessa, já leu?

um beijo.

Papagaio Mudo disse...

oi nina,


é, eu dei uma boa olhada na foto.

beijo,


gustavo

Giuliano Quase disse...

essas assassinas em séries de corações.
mano, olha a saboneteira da mina.
atoooooro!

Papagaio Mudo disse...

é mano Giuliano,

uma bela saboneteira...
abraço,

Gustavo