segunda-feira, janeiro 26, 2009

Noites Adentros, NY

P a r t e 1 0
Griechenland
Karpathos – Grécia, Verão no hemisfério norte

Eu e a Gi preparávamos um ritual de passagem em nossas vidas em Karpathos, uma ilha pouco conhecida dos turistas que vão à Grécia. Toquei fogo em tudo que havia escrito até àquela hora. E ela queimou as fotos que tinha do Samie e do Paolo. Embora isso não tivesse nada a ver comigo, ela fez questão de queimar as poucas recordações que tinha do passado, nada mais do que fotos. Tudo havia mudado. Meus votos de silêncio e de pobreza nos confins do mundo. Guardei apenas os mapas da Índia, China, Nepal, com esperança de ir até lá um dia. Apesar de não querer nutrir nenhuma esperança por nada.
Aquele email era do Lloyd Schwarz, editor americano da City-Light, editora fundada pelo lendário Timothy Leary, dizendo que haviam negociado os direitos de publicação do meu livro – A Tímida Maldade dos Coelhos Brancos – traduzido para o Inglês. O meu editor no Brasil havia negociado o valor, de forma que todos iam ganhar. Depositaram parte de uma quantia que chegaria perto dos duzentos mil dólares, quando o livro estivesse publicado. Eu tinha uma conta na Suíça. A Gi também, onde guardava o dinheiro que ganhou desde os dezesseis anos de idade. Mas não era preciso gastar um tostão do dinheiro da Gi, nunca foi. O que eu recebi dava para dar três voltas ao mundo com acompanhante. Com apenas vinte e seis anos ela tinha muita vivência e era cautelosa. Deixei um bilhete para os meus amigos quando saímos de Tirano, pois presumi que eles não chegariam a tempo de me ver. Ela deixou a aliança sobre um bilhete que eu nunca soube o que dizia.
__O quê você escreveu para o Paolo? – eu perguntei. Seguiu-se o silêncio, uma pausa enquanto ela olhva para o infinito, tive medo que um dia aquilo acontecesse comigo, mas logo em seguida ela sorriu e disse
__Quando chegarmos a Atenas vamos comer Pita e Souvlaki. – Em duas semanas eu tinha que estar em NY. Queria ver minha filha Pixie, que morava em New Jersey.

>>>¨<<<

(c o n t i n u a...)

2 comentários:

Papagaio Mudo disse...

Porque será que ninguém comentou esses dois últimos textos?
Já vou começar a Segunda Parte, e esse foi o fim da Primeira.
??

Gustavo

ps: esperava um feed-back..:(

Liberté disse...

Incrivél a fotografia.
A escolha dessa e outras parace um retrato de vc mesmo. Sabia que seu estilo é esse.

Está ficando legal, e intrigante.
Vc merece escrever assim!

bjo, saud.

Thaís